Rua General Jardim, 522 - Vila Buarque

São Paulo, SP 01223-010

www.fespsp.org.br

Tel: (11) 3123-7800

© 2017 FESPSP

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

 Seminário FESPSP – Incertezas do Trabalho

Desde a década de 1970, o fim do trabalho assombra a intelectualidade e os homens em geral. As inovações tecnológicas e organizacionais ocorridas a partir da crise do capitalismo na década de 1970 acarretaram em mudanças nas formas de emprego e redução do trabalho no setor industrial. O trabalho autônomo, parcial, temporário e fortemente empregado no setor de serviços cresceu no Brasil e em diversos países do mundo. A presença cada vez maior da tecnologia nos processos de trabalho também levou ao questionamento sobre o futuro do emprego.

No entanto, muitos também foram os entusiastas das mudanças ocorridas no período. André Gorz viu no trabalho imaterial uma possibilidade de emancipação humana. Domenico de Masi incentivou as pessoas a utilizarem o tempo livre, liberado do trabalho em função da mudança na estrutura do emprego, como criação.

De lá para cá muito se avançou em termos de inovações tecnológicas e organizacionais. O crescimento do home office e dos espaços de co-working trazem uma nova forma de organização do trabalho, que implica também em outros meios de controle e disciplina do trabalho. Também se avançou na presença da tecnologia nos processos de trabalho. Em algumas áreas, o emprego da automação tem reduzido postos de trabalho, sem necessariamente reduzir a produtividade e aumentar os níveis salariais dos trabalhadores que permanecem no “chão de fábrica”. 

A essas questões, associam-se as mudanças na legislação trabalhista brasileira, que estão sendo discutidas no âmbito do Congresso Nacional e que já foram aprovadas, como a terceirização ampla e irrestrita. 

Diante desse cenário, ao mesmo tempo revolucionário e perturbador, surgem diversas dúvidas e questões: afinal, os robôs tomarão efetivamente o lugar dos homens no trabalho? As impressoras 3D serão capazes de produzir tudo o que precisamos, desprendendo as pessoas da atividade laboral? Tal desprendimento pode nos levar a sociedade do tempo livre?

Essas são algumas questões que orientam o Seminário FESPSP “Incertezas do Trabalho”, que será realizado na FESPSP entre os dias 2 e 5 de outubro de 2017. O seminário tem por objetivo discutir questões candentes sobre o trabalho, desde o uso da computação cognitiva e seus benefícios até os limites e avanços de uma sociedade com menos empregos e mais tempo liberado.

Para isso, o seminário acontecerá em quatro dias, com dois grandes focos: o seminário de pesquisa, com as apresentações de trabalhos nos grupos de trabalho, e a realização de conferências que tragam tanto a visão positiva quanto negativa da presença da tecnologia no trabalho, das reformas trabalhistas e discutam o futuro do trabalho. O seminário também terá minicursos que versem sobre o tema proposto para o seminário. 

O Seminário

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now